CancelarBotão para fechar janela modal

AirHelp analisa a pontualidade das partidas em 2017

Atualizado pela última vez

Partidas de Portugal aumentam em 2017; falta de pontualidade ronda os 23%

Em 2017, cerca de 185 mil voos partiram dos principais aeroportos portugueses – mais cerca de 20 mil do que em 2016. Segundo dados da AirHelp, empresa líder na obtenção de compensações para os passageiros afetados por perturbações em voos, em média, cerca de 23% das partidas chegaram ao destino com atraso. O Aeroporto de Lisboa é o que menos cumpre os horários.

Lisboa, 7 de fevereiro de 2018 – A AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e líder mundial na obtenção de compensações por perturbações em voos, realizou uma análise aos voos com partida dos principais aeroportos portugueses e concluiu que a falta de pontualidade continua elevada – a taxa de pontualidade compreende o número de voos que chegaram ao destino antes ou dentro do horário previsto ou com um atraso inferior a 15 minutos.

Os dados revelam que, em 2017, cerca de 185 mil voos partiram dos principais aeroportos portugueses – em 2016, foram cerca de 165 mil. Apesar de a grande maioria dos voos terem cumprido o horário de chegada ao destino, a taxa de atrasos continua alta: entre os 16% e os 30%, dependendo do aeroporto de partida.

Segundo Bernardo Pinto, Country Manager da AirHelp de Portugal e Brasil, «existe ainda uma margem larga de melhoria nesta matéria, com repercussões na vida dos passageiros, que muitas vezes passam por momentos de desgaste à espera de informações, perdem ligações, chegam tarde ao seu destino, perdem tempo de férias ou de trabalho… E o que poucos sabem é que se chegarem ao destino final com um atraso superior a três horas podem pedir uma compensação à companhia aérea».

Pontualidade nos principais aeroportos

Na análise da AirHelp, destacam-se pela positiva os aeroportos do Porto e de Faro, que melhoraram a sua taxa de pontualidade. O aeroporto da Madeira manteve o desempenho, enquanto Lisboa e Ponta Delgada baixaram a performance neste parâmetro. O aeroporto Humberto Delgado apresenta a pior média: 30% das partidas chegam ao destino com atraso.

AeroportoPartidas (2017)Taxa de pontualidade (média de 2017)Partidas (2016)Taxa de pontualidade (média de 2016)
Lisboa (Humberto Delgado)97.37370%87.12772%
Porto (Francisco Sá Carneiro)39.84379%35.99877%
Faro26.78184%23.66781%
Madeira (Cristiano Ronaldo)11.80182%11.25782%
Ponta Delgada (João Paulo II)9.49271%7.71574%

Comparativamente a alguns dos principais e mais movimentados aeroportos europeus, que têm números bastante superiores relativamente a partidas, existem aeroportos portugueses que se destacam pela positiva, nomeadamente Faro, Madeira e Porto. Por outro lado, de todos os aeroportos em análise, Lisboa apresenta a pior taxa de pontualidade.

AeroportoPartidas (2017)Taxa de pontualidade (média de 2017)
Londres (Heathrow)237.84777%
Amsterdão (Schiphol)236.84976%
Frankfurt223.40973%
Paris (Charles de Gaulle)221.67174%
Madrid (Barajas)182.46582%

O melhor e o pior dia para viajar

Segundo os dados recolhidos pela AirHelp, a taxa de pontualidade dos voos que partem de Portugal é mais elevada à segunda-feira (77% dos voos chegam ao destino dentro do horário previsto). Por outro lado, quinta-feira parece ser o dia mais propício a perturbações – 29% chegam ao destino com atraso.

O pior horário para viajar é ao princípio da tarde – 30% dos voos que partem entre as 12h00 e as 15h59 aterram fora de horas. Quem pretende mesmo chegar a horas ao destino, o melhor é marcar viagem com partida à noite ou de madrugada. O melhor período do dia para viajar é no horário 22h00/05h59 que surge no topo da pontualidade, com uma taxa de sucesso de 79%.

Os principais destinos

Segundo os dados da AirHelp, em 2017, os principais destinos de voos internacionais com partida de Portugal foram outros países europeus. Olhando para as primeiras dez posições do top 100, encontram-se cidades como Madrid, Paris, Londres e Amesterdão. No final do ranking, estão destinos como Estocolmo, Bilbau, Glasgow e Toronto.

PosiçãoAeroporto de destinoN.º voos (2017)
1Madrid (Barajas)9.390
2Paris (Orly)8.445
3Londres (Gatwick)6.227
4Amsterdão (Schiphol)4.840
5Genebra4.816
6Barcelona (El Prat)4.497
7Frankfurt4.398
8Bruxelas3.951
9Zurique3.403
10Londres (Heathrow)3.324
(…)
99Toronto520
97Glasgow508
98Bilbau501
100Estocolmo (Arlanda)488

A AirHelp fundamenta esta análise numa base de dados própria, a maior do mundo, onde estão registadas todas as ocorrências em voos nos últimos anos. Esta base reúne informações de várias fontes fidedignas, o que permite à empresa ter acesso a um panorama preciso e em tempo real das perturbações ocorridas em todo o mundo, das circunstâncias que as provocaram e da probabilidade de novas ocorrências.

Todos os voos com origem num aeroporto da UE estão protegidos pelo regulamento (CE) n.º 261/2004, qualquer que seja a companhia aérea ou o destino, o que significa que os passageiros podem ter direito a receber compensações quando os voos são afetados por perturbações. Voos provenientes de fora da Europa com destino a um aeroporto europeu apenas estão protegidos caso o passageiro voe com uma companhia europeia.