Voltar a todos os artigosVoltar a todos os artigos
flight delay compensation

Os 7 Hábitos de Viajantes Altamente Experientes

Paul French

Muitas pessoas pensam em si mesmas como viajantes com experiência. Talvez você seja uma delas.

Mas é difícil medir o quanto percebemos de viagens aéreas. O que faz uma pessoa ser experiente? O tempo que passa fora do país? Numero de países visitados? Kilómetros viajados de avião?

Ou talvez quantas amizades foram formadas, línguas aprendidas, postais enviados?

A resposta é sim, tudo isto – e muito mais – mas para este post, vamos focar mais em táticas, rotinas e hábitos úteis, que pode usar você mesmo.

Como se Tornar um Viajante Experiente

Não é preciso muito para ser rapidamente reconhecido, por amigos e colegas, como um profissional de viagens aéreas. Vamos deixar aqui algumas dicas que pode seguir facilmente da próxima vez que voar.

1. Nunca fazem o check in no aeroporto

Há uma cena do filme ‘Up in the Air’ quando Ryan Bingham (George Clooney), um viajante experiente, no check in, olha de lado para a bagagem muito exagerada de um colega.

Ryan Bingham: Sabes quanto tempo perdes a fazer o check in?

Natalie Keener: Não sei. Cinco, dez minutos?

Ryan Bingham: 35 minutos por voo. Eu viajo 270 dias por ano. São 157 horas. O que equivale a 7 dias. Estás disposto a gastar uma semana inteira nisso?

Apenas os novatos fazem isso. Não há nenhuma vantagem. Assim que possível, deve verificar e reservar o seu lugar online, logo que esteja disponível. Isto também o protege de um voo sobrelotado.

2. Têm uma companhia aérea favorita

Viajantes regulares de negócios sabem como jogar o jogo. Escolhem a companhia aérea que preferem, inscrevem-se num programa de passageiro frequente, e se possível, reservam sempre com a mesma companhia, mesmo que nem sempre o preço seja o melhor. Muitas vezes ainda se divertem com algumas vantagens significantes. “Deve maximizar as comodidades”, diz Annie Lindseth, planeadora de aeroportos. “Um número de viajante frequente é essencial, mas também pode considerar cartões de crédito que fornecem pontos de avião. Muitos desses cartões dão acesso aos lounges das companhias no aeroporto, check in de bagagem grátis, e outras características convenientes”.

3. Nunca fazem check in de pertences essenciais

Chaves. Dinheiro. Jóias. Eletrónicos. Medicamentos. Basta perder uma mala no check in para aprender isso da forma mais difícil. Se não consegue passar um dia sem esse(s) objeto(s), ou é algo sentimental e insubstituível, não faça check in.

4. Passam facilmente pelo portão de segurança

Não vê viajantes experientes a ter problemas com cintos, moedas e chaves, quando passam pela segurança. Em vez disso, colocam todos os seus pertences mais ‘difíceis’, incluindo telemóveis, carteiras e jóias, dentro de um saco, carry-on, casaco – o que for – até passarem pelo portão de segurança.

5. Entram no avião o mais rápido possível

Se se atrasar para entrar no avião, pode perder o seu espaço para colocar a bagagem. Isto significa que a sua mala vai ficar no chão à sua frente durante toda a viagem. Porquê arriscar? Há uma exceção: se o seu lugar é no corredor, e não tem bagagem consigo, pode embarcar quando até mesmo antes das portas fecharem. Passageiros experientes tendem a optar por assentos de corredor: “Não precisa de passar apertado pela pessoa ao seu lado quando vai à casa de banho, e pode esticar as pernas no corredor para ficar mais confortável. É verdade que pode ter que tirar as pernas do corredor durante o serviço de refeições e bebidas, mas vale a pena.” diz Nelson Wang, fundador da CEOLifestyle.io.

6. Viajam com itens muito necessários, e ‘salva-vidas’

O que são itens ‘salva-vidas’? Uma garrafa de água, um snack, máscara para dormir e tampões de ouvidos, um adaptador universal, baterias extra e meias de compressão para os voos de 5 horas ou mais. Se vai num voo de longa distância, a sua hidratação é muito importante. Layla Shaikley, co-fundadora de TedXBaghdad e da companhia de software Wise Systems salienta no Quora, “Entre 30-64% da humidade do ar, é o recomendável para conforto, mas os aviões podem estar nos 10% ou menos. A humidade natural na sua pele e corpo evapora.”

7. Sabem como se livrar do jet lag

Este é um grande problema, porque o jet lag cancela as possibilidades de proatividade. Algumas pessoas dizem que não comem no avião e depois ao se ajustarem ao novo fuso horário, comem imenso na próxima refeição quando aterrarem. Outros passeiam descalços no novo território para se ajustarem (nem sempre é conveniente). E depois há aqueles para quem uma bebida rígida e alguma melatonina mastigável resolve o problema. A solução é descobrir o que funciona para cada um.

Voos atrasados acontecem, mas isso não significa que tenha que os aceitar. Pode ter direito a até 600 euros em compensação por voos atrasados, cancelados ou sobrelotados nos últimos 3 anos.

Receba uma indemnização pelos voos atrasados, cancelados ou sobrelotados dos últimos três anos.

Verifique o seu voo

Saiba tudo em 3 minutos